Loading…
 +351 253 208 230 [chamada para rede fixa nacional]

DWC: “Dançaram com o corpo, com o coração e com a alma”

DWC: “Dançaram com o corpo, com o coração e com a alma”

Portugal sai destacado na maior competição de dança do mundo. O Dance World Cup (DWC), que decorreu entre 30 de junho e 8 de julho, no Altice Forum Braga, Theatro Circo e espaços do centro histórico de Braga, chegou ao fim, depois de 9 dias de atividade.

Este sábado, com as últimas competições no Altice Forum Braga e a Gala Final no Theatro Circo, Inglaterra foi premiada com a Taça do Dance World Cup e os portugueses foram a escolha do júri.

A beleza inundou Braga por estes dias. Respirava-se arte e multiculturalidade em todas as ruas. O culminar desta grande celebração da dança não poderia ser menos do que uma grande Gala com as melhores coreografias do mundo, do escalão júnior e sénior. O Theatro Circo acolheu este evento final, preenchendo todos os espaços com o público emocionado e fervilhante com cada atuação. 

Desde os solos às danças em grupo, com os mais variados estilos – Ballet Clássico, Contemporâneo, Acro Dance, Jazz e Sapateado – os jovens bailarinos entregaram o melhor de si em palco, num espetáculo emocionante.

A Flash Li Dance School, de Viana do Castelo, foi premiada com a coreografia mais apreciada pelo júri, denominada Tico Tico. Esta honra destaca os bailarinos portugueses entre todas as equipas dos 50 países em competição. Inglaterra venceu a Taça do Dance World Cup, na categoria Júnior e Sénior. Foi o país mais medalhado, mas que também levou mais equipas a competição –70 medalhas de ouro, 68 de prata e 78 de bronze, para um total de 1854 atletas. Portugal ficou classificado em segundo lugar do pódio, com 26 medalhas de ouro, 23 de prata e 18 de bronze, tendo levado 986 atletas a competição. O terceiro lugar foi atribuído à Escócia, com 21 medalhas de ouro, 15 de prata e 26 de bronze. Espanha, Alemanha, África do Sul, Bulgária, Israel e México compõe o painel de melhores classificados.

A escola AM Dance Studio, da Póvoa de Varzim, foi premiada com o primeiro lugar do mundo em várias modalidades: Solo Lyrical, com o bailarino Guilherme Fernandes; Solo Ballet e Solo Contemporâneo, com Martim Amorim; Dueto Acro Dance, com os mesmos dois prodígios; duas premiações em Grupo Grande Acro, com as coreografias La Forza e Mother Nature; e finalmente, Grupo Grande Show Dance, com a eletrizante coreografia que fechou a noite, Rolling on the River. Várias outras honras foram atribuídas a esta equipa, que muito emocionou aqueles que por Braga foram passando.

Martim Amorim, 10 anos, renova o título de campeão mundial, pela segunda vez consecutiva. Na edição do ano passado do Dance World Cup, em San Sebastian, Espanha, conquistou duas medalhas de ouro e uma de prata. Este ano, a história repetiu-se. Ia ouvindo os nomes do pódio “chamaram o terceiro e não fui eu, depois o segundo lugar e também não fui eu, comecei a tremer e depois, sim, ouvi o meu nome”, acrescentou, eufórico.

Sobre a exigência que lhe é pedida para estas provas e o conciliar com a escola, o bailarino mostra-se confortável com a divisão de atenções - “a minha professora sabe e entende este meu outro lado, o que me permite adaptar as aulas e os testes conforme as provas em que participo”.

Korinna Sohn, fundadora do Dance World Cup, aquando da entrega de prémios, motivou os bailarinos a prosseguirem este sonho tão exigente. “Muitas vezes, na vida, o medo quer sobrepor-se. E eu acredito que todos vocês o ultrapassaram esta semana e se tornaram os bailarinos mais excecionais neste palco. Esta noite, eles não dançaram apenas com os pés – disse a fundadora à plateia – Eles dançaram com o corpo, com o coração e com a alma. Não podemos pedir mais do que isto. Lembrem-se de onde estão hoje! Estão todos de parabéns!”

Sameiro Araújo, vice-presidente da Município de Braga, destacou a arte que inundou os espaços bracarenses nestes nove dias: “Em qualquer parte da cidade havia espetáculos improvisados pelos bailarinos. Foi uma semana incrível! A dança, como outras modalidades desportivas, tem pouca divulgação no nosso país, mas por este evento ter vindo a Braga em 2019, fez com que muitos outros jovens começassem a dançar”.

Pelo DWC passaram 7.500 dos melhores atletas do mundo, professores e familiares. Também o público da região foi atraído pela beleza e expressividade desta arte, fazendo com que cerca de 15.000 pessoas passassem pelo recinto do Altice Forum Braga.

Este último dia foi ainda repleto de magia nas competições da manhã e tarde. Portugal levou o ouro na categoria Júnior Large Group National and Folklore Dance, com a medalhada escola Escola de Dança Eva Vieira de Almeida. Em segundo lugar ficou representada uma equipa inglesa e, logo de seguida, com pontuações muito próximas, a portuguesa Ent´Artes - Escola de Dança, que muito se tem destacado.

“O Dance World Cup trouxe à cidade de Braga e ao Norte de Portugal um impacto económico muito elevado, na ordem dos 30 milhões de euros, para as áreas do alojamento, restauração e comércio em geral. Nos últimos 10 dias foram criadas dinâmicas em toda a cidade com os atletas de muitos países, onde demostravam o brilho e alegria pelo que fazem”, sublinhou Carlos Silva, administrador executivo da InvestBraga.

Esta competição de dança tem vindo a ser organizado desde 2019, pela enorme logística de acomodação de dezenas de milhares de pessoas num ambiente tranquilo para a realização de provas de concentração. “Para o Município e Investbraga é a demostração clara que o projeto do Altice Forum Braga foi uma aposta certa, um espaço agregador de eventos de elevado impacto para a cidade. Este evento, como outros, demonstram a capacidades de Braga, receber, apoiar e organizar grande eventos com visibilidade mundial.”

O administrador executivo da Agência para a Dinamização Económica de Braga deixou um agradecimento especial à equipa do Altice Forum Braga que esteve a gerir o evento nas diferentes áreas (gestão do espaço, entradas e gestão dos fluxos, apoio médico, street food, segurança, comunicação, parques e todos os outros envolvidos), às equipas da vereação do desporto que organizaram a cerimónia de abertura, bem como à equipa do Theatro Circo. “Não é fácil organizar um evento desta dimensão, mas é recompensador pelas mensagens que fomos recebendo durante todo o evento.”

Já José Olímpio, diretor operacional das Feiras, Congressos e Eventos do Altice Forum Braga, mostra-se extremamente satisfeito com a realização do evento. O DWC é “mais um bom exemplo da capacidade do Altice Forum Braga como palco de grandes eventos internacionais. Este evento é muito sui-generis na sua orgânica – 9 dias, 7.500 atletas, mais de 15.000 participantes, mais de 65 sessões de espetáculos para o público, mais de 130 horas de plena atividade”.

Esta competição que percorre, anualmente, todo o mundo, decidiu escolher novamente a cidade de Braga, o Altice Forum Braga e o Theatro Circo para a edição de 2023. 

O diretor operacional relembra os ensinamentos advindos da edição de 2019. “Analisámos e fizemos um balanço para melhorar a nossa capacidade de acolhimento, hospitalidade e operacionalização. É com imenso orgulho que afirmamos que o evento correu muito bem, com feedback positivo da organização, atletas, treinadores, técnicos e público”. 

Este evento é mais um bom exemplo da polivalência do Altice Forum Braga e da sua equipa de profissionais. “Sabemos adaptar as instalações às várias especificidades do cliente, e com a nossa equipa de colaboradores respondemos de forma competente e profissional aos desafios impostos”, acrescentou José Olímpio.

Henrique Martins, diretor comercial de Feiras, Congressos e Eventos do Altice Forum Braga, refletiu sobre o DWC 2023, que mais uma vez, “encheu de maravilha a cidade de Braga e o Altice Forum Braga. Foram nove dias de competição de alto nível, um espetáculo lindíssimo”. No recinto onde decorreram provas diárias, das 8h30 às 23h30, foram dispostos vários stands de apoio ao público. “Enlevamos o impacto económico no Altice Forum Braga com o Street Food, que recebeu a visita de dezenas de milhares de clientes, os serviços de vending e de cafetaria, que superou, claramente, o meio milhão de euros”. Durante os dias de festa, o parque exterior do complexo de eventos esteve permanentemente ocupado, permitindo que os atletas e famílias não tivessem de se deslocar.

Segundo os dados do Posto de Turismo de Braga, que para já se podem divulgar, “podemos constatar que o setor hoteleiro esteve próximo da ocupação total. Atendemos pessoas que se deslocavam de várias cidades vizinhas com Porto, Santa Maria da Feira, Barcelos entre outras o que potenciou naturalmente um desenvolvimento económico elevado não só para Braga como para a região”. As equipas e famílias ficaram alojadas desde Braga, Viana do Castelo, até ao Fundão, Esposende e Vila do Conde, com reservas efetuadas pela maioria há mais de seis meses.

Luís Ferreira, chefe de divisão de Economia e Turismo de Braga, lembra ainda que “dada a relevância do evento, o Turismo de Braga elaborou um roteiro personalizado de visita com o que ver em três dias, sendo disponibilizado de forma online”.

A empresa turística parceira da organização, Moliné Travel, espanhola, apoiou os atletas na procura de alojamento e transporte até ao Altice Forum Braga. Foram 20 autocarros em trânsito diariamente, com viagens para as mais diversas localidades. A equipa de motoristas foi reforçada com a contratação de oito portugueses e quatro galegos, mas, ainda assim, António Moliné, diretor executivo, afirma que tiveram dificuldade em encontrar mão de obra disponível. 

Várias famílias aproveitaram a oportunidade da competição para fazer férias em Portugal. A Moliné hospedou 400 canadenses no Melia Braga Hotel & Spa, tendo-se aí proporcionado uma celebração especial pelas conquistas no DWC. “Estamos muito agradados com a organização do Altice Forum Braga e com a ajuda que nos prestou. Também estamos muito agradecidos à cidade de Braga por todo o apoio.”

Atletas de 50 países marcam esta edição, sendo eles: África do Sul, Alemanha, Argentina, Austrália, Áustria, Bósnia e Herzegovina, Brasil, Bulgária, Canadá, Chile, China, Colômbia, Croácia, República Checa, Egito, Escócia, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Estados Unidos da América, Estónia, França, Gibraltar, Guernsey, Hong Kong, Hungria, Islândia, India, Inglaterra, Irlanda, Irlanda do Norte, Israel, Itália, Jersey, Macau, Malásia, México, Moldávia, Marrocos, Países Baixos, País de Gales, Polónia, Portugal, Roménia, Sri Lanka, Suíça, Taiwan, Turquia, Ucrânia e Venezuela.

Em 2024, o Dance World Cup será realizado em Praga, República Checa.

+2514158

VISITANTES

+1082

EVENTOS

+232

CONGRESSOS

+407

ESPETÁCULOS

Conheça todos os eventos

Agenda

Conte connosco para a organização do seu evento

No Altice Forum Braga encontra espaços e uma equipa com vários anos de experiência que vão tornar o seu evento inesquecível.

Patrocinadores Oficiais

Altice

 

Sagres

ALTICE FORUM BRAGA

Um fórum moderno, interativo e ambientalmente sustentável, pensado e feito para as pessoas. Um ponto de encontro para negócio, cultura e com múltiplas valências para fazer sonhar e concretizar todo o tipo de experiências.

JÁ DISPONÍVEL | App Altice Forum Braga

Contactos

Av. Dr. Francisco Pires Gonçalves
4715 - 558 Braga
Ver Mapa
Obter Direções

T.: +351 253 208 230
[chamada para rede fixa nacional]